fbpx
Categorias

Maldita cenoura que não faz os olhos mais bonitos

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Desde miúdos que a «conversa» é sempre a mesma: «filho, come a cenoura para ficares com olhos bonitos». Agora, resta saber se é só para incentivar as crianças a comer este vegetal, em conjunto com a sopa à portuguesa, que a maioria detesta, ou se, «infelizmente» para os miúdos,  existe algum fundo de verdade nesta frase que amiúdas vezes ouvimos durante a nossa infância.

Os nutricionistas, optometristas e oftalmologistas, contra a «corrente de pensamento» das crianças, explicam que, afinal, os pais e os avós tem alguma razão. «Não é uma questão de a cenoura deixar os olhos mais bonitos mas, sim, de ajudar na saúde ocular. Esta é a única relação entre este alimento e os olhos», diz Valerica Vicleanu, optometrista da Nacional Óptica.

De facto, segundo esta especialista, a cenoura, assim como outros vegetais, apesar de «não fazerem olhos bonitos», são importantes para a saúde ocular. Por isso, podemos concluir que, afinal, não estamos a enganar os mais novos, tendo em consideração que olhos bonitos são olhos saudáveis. 

Para Valerica Vicleanu, os benefícios da cenoura são «imensos», sobretudo, ao nível de betacaroteno (Pigmento carotenoide antioxidante) presente na sua composição, que é transformado em vitamina A – vitamina essencial à saúde dos olhos.

Frutas, saladas e ómegas

A vitamina A, recorda, é fundamental para os olhos porque ajuda a converter a luz que vem do exterior num sinal elétrico que o cérebro pode descodificar, sendo, a partir deste processo e dos sinais elétricos, que o cérebro «constrói as imagens que vemos quando temos os olhos abertos».

Um dos primeiros sintomas da falta de vitamina A é a perda da visão noturna. Contudo, não é por comer mais cenouras que se fica com uma visão noturna, idêntica à do «Super-Homem».

A optometrista revela, ainda, que existem outros alimentos mais ricos em vitamina A do que as cenouras, nomeadamente os espinafres, couve ou salada. Todavia, alguns produtos animais, como fígado, por exemplo, são ainda melhores, pois não contêm apenas o precursor da vitamina A, como contêm a própria vitamina. Por outro lado, os vegetais de folha verde e os pimentos são igualmente bons para uma boa visão, ajudando a diminuir a degeneração macular provocada pela idade, assim como a vitamina A, que faz parte de outros alimentos como cenoura, abóbora, tomate ou espinafres, não «esquecendo» a família dos ómegas (peixe, amêndoas, azeite ou óleo de linhaça para vegetarianos) que são excelentes lubrificantes oculares.

Alimentação regrada

A ingestão de vitamina C, lembra a especialista da Nacional Óptica, também é importante para uma boa saúde ocular. Frutos como os citrinos, mas também kiwi, morango, groselhas, papaia, manga ou mamão são ricos nesta vitamina.

Ou seja, de uma maneira geral, os nutrientes de todos os alimentos contribuem, se ingeridos regularmente e regradamente, para uma boa visão ao longo da vida, podendo mesmo prevenir certos problemas de saúde ocular como a degeneração macular, cataratas ou até glaucomas. 

Assim, não é necessário abdicarmos, desde que seja com moderação, de uma boa feijoada à transmontana, uma caldeirada, ou um cozido à portuguesa, já para não falar do bacalhau com todos, para termos «olhos bonitos e saudáveis».

Leia Também

Pastel de Nata

Dê doces a comer aos seus olhos

No Dia das Mentiras, avalie se as recomendações dos maiores «especialistas» mundiais da visão estão correctas, quanto ao costume de «comer» com