fbpx
Categorias

Metemos “nariz vermelho” no apoio aos Doutores Palhaços

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A Nacional Óptica, que integra o Grupo Prolente, foi referenciada recentemente na revista ÓpticaPro por seu apoio aos Doutores Palhaços. Saiba como estamos a contribuir para que os Doutores Palhaços levem alegria a mais de 45 mil crianças hospitalizadas.

Nesta altura do ano, caso não houvesse pandemia, já se teria iniciada, em vários espaços públicos, a campanha de angariação de fundos para a Operação Nariz Vermelho. Mas, perante a crise pandémica foi necessário pensar numa solução alternativa para que as pessoas façam um donativo.
Assim para ajudar a Operação Nariz Vermelho (ONV), que garante as visitas dos Doutores Palhaços aos hospitais abrangidos pelo programa, o Grupo Prolente, da qual a Nacional Óptica faz parte, está a participar da iniciativa solidária Operação Narizes Vermelhos, disponibilizando espaços nas suas lojas para a colocação de expositores com narizes vermelhos. Os narizes são vendidos ao preço mínimo de 2€ já c/IVA, 100% dos valores angariados revertem a favor da Operação Narizes Vermelhos. Desta forma, durante a quadra natalícia, as lojas do grupo dispõem de um local de venda, de forma a contribuir para o projecto social.

Como lembra o administrador do Grupo Prolente, Rui Teixeira, «a missão da Operação Narizes Vermelhos pretende levar alegria à criança hospitalizada, aos seus familiares e profissionais de saúde, através da arte e imagem do Doutor Palhaço, de forma regular e com uma equipa de profissionais com formação específica. Anualmente a ONV visita, em média, 46 mil crianças e envolve cerca de 2,7 mil profissionais de saúde».

Além de acções como a da Operação Narizes Vermelhos, o grupo Prolente tem desenvolvido, ao longo de 17 anos, projectos de responsabilidade social, doando óculos e efectuando exames à visão junto da população mais carenciada para travar a aceleração de complicações do foro óptico, em Oeiras e Lisboa, nomeadamente em Algés, Linda-a-Velha, Carnaxide e Queijas, e em algumas freguesias de Lisboa.

A responsabilidade social constitui, desta forma, um dos focos da acção quotidiana do Grupo Prolente, fazendo parte da sua filosofia e política de gestão. Anualmente, este grupo doa 20 mil euros, abrangendo o acesso a consultas, rastreios, exames e equipamento ocular ajustado às necessidades individuais, salvaguardando assim a visão dos cidadãos das diversas freguesias em que atua.

Este trabalho de intervenção social é reconhecido pela comunidade, como comprovam os Prémios de Mérito por práticas de responsabilidade social atribuídos pela União de Freguesias de Carnaxide e Queijas em 2014 e 2016 e o Diploma ao Mérito por Serviços de Particular Relevo do Município de Oeiras.

Leia Também

Diz-me que óculos usas, dir-te-ei quem és…

Os óculos podem transformar o rosto, suavizar traços, destacar imperfeições ou até revelar a personalidade de algumas figuras públicas. Por isso, consultamos

Ecrãs digitais: os vilões da saúde ocular

Por culpa do novo coronavírus, o teletrabalho veio para ficar. Entre computadores, smart watches e telefones, precisamos de óculos para ajudar as