fbpx
Categorias

Ecrãs digitais: os vilões da saúde ocular

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Por culpa do novo coronavírus, o teletrabalho veio para ficar. Entre computadores, smart watches e telefones, precisamos de óculos para ajudar as nossas «novas vidas», permanentemente ligadas à internet. 

O tempo diário a olhar para um ecrã é prolongado, o que é difícil para os olhos e provoca cansaço ocular digital. Para minimizar esse problema, a opção é a utilização de lentes corretivas com tratamento especial, que fornecem uma visão mais nítida do que as opções de lentes normais e ajudam a reduzir a fadiga ocular.

Fadiga ocular

A própria Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) já reconheceu que, com o teletrabalho, aumentaram as queixas de cansaço ocular, pressão nos olhos, dores de cabeça e vista irritada por causa do tempo que as pessoas passam em frente ao computador. Em entrevista à agência LUSA, o vice-presidente da SPO,  Fernando Trancoso Vaz, explicou: «Se antes, nos postos de trabalho, nos levantávamos de vez em quando, agora isso não acontece. Estamos mais tempo a olhar para o computador, mais tempo a pedir aos olhos que foquem à mesma distância».

Os males da luz azul

No entanto, como reconhecem diferentes estudos internacionais, a «culpa» reside também na luz azul, que está em todo o lado (ecrãs digitais e na iluminação dos espaços onde estamos em teletrabalho), provocando pressão no olho e dores de cabeça, não conseguindo, ao fim do dia de trabalho, focar tão bem ao perto como focavam de manhã.

Baseado num estudo sobre a saúde ocular, que revela que um terço da população portuguesa afirma que a visão piorou com a pandemia e o confinamento, os especialistas aconselham pausas regulares e alguns «exercícios» oculares. 

No entanto, na perspetiva dos especialistas, a forma mais eficaz de evitar os efeitos nocivos da luz azul nos nossos olhos é o uso de óculos adequados que permitam uma eficaz protecção contra essa luz, aconselhando tratamentos nas lentes dos óculos, medida esta sugerida frequentemente pelos especialistas da Nacional Óptica.

Tratamento nas lentes

Concebidas para reduzir o cansaço visual das pessoas que passam muito tempo a olhar para os ecrãs, uma camada adicional com tratamento corretivo permite uma melhoria visual pois absorve as nocivas emissões da luz azul violeta, reduzindo-as até tornarem-se insignificantes. Assim, escolher óculos com filtro de luz azul ajuda a evitar a fadiga ocular provocada pelos telemóveis, computadores ou tablets e, por isso, cada vez mais, os profissionais da Nacional Óptica e os oftalmologistas recomendam esta proteção para os olhos contra estes raios nocivos, lembrando que, hoje, existem lentes para óculos que contam com a tecnologia de proteção como o Blue Control, da Hoya ou o Blue Safe, da Vimax, por exemplo. Ou seja, essas lentes bloqueiam a luz azul violeta e deixam passar apenas as luz azul boa para visão (luz azul turquesa).

Alguns benefícios

Os principais benefícios do óculos com lentes de filtro azul são: diminuição da fadiga ocular; redução ou, até mesmo, a eliminação das fortes dores de cabeça causada pela exposição excessiva das telas digitais; melhoria da produção de melatonina; proteção, a longo prazo, da retina, ajudando na prevenção de doenças como catarata ou degeneração macular.

Esclareça todas as suas dúvidas com os nossos optometristas diretamente nas lojas ou envie a sua pergunta pelo formulário de pedido de informações logo abaixo.

Leia Também